This website uses cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue we assume that you consent to receive all cookies on all websites.
For further information, please click here >>.

COMUNICAÇÃO CONSTITUIÇÃO DE UMA BASE DE DADOS AGENTES CONTRATUAIS (GRUPO DE FUNÇÕES III) NO DOMÍNIO DOS EDIFÍCIOS (DE SEXO FEMININO OU MASCULINO) M/F

Local : Bruxelas
Fim da publicação no sítio Web externo : 15/09/2020 23:59
Serviço : 08-Direction Générale des infrastructures et de la logistique
Ref. : DG INLO COM 04/2020
Guia destinado aos candidatos :

Generalidades

Recomenda-se aos candidatos que leiam atentamente o guia que lhes é destinado antes de preencherem o formulário de candidatura.

O Secretariado-Geral do Parlamento Europeu publica a presente comunicação com o objetivo de constituir uma base de dados de candidatos a agente contratual (grupo de funções III) no domínio dos edifícios na sua Direção-Geral das Infraestruturas e da Logística (DG INLO).

Esta base de dados destina-se a constituir uma reserva de candidatos(as) para recrutamento em Bruxelas.

O Parlamento Europeu aplica uma política de igualdade de oportunidades e aceita as candidaturas sem distinção relacionada com o sexo, a raça, a cor, a origem étnica ou social, as características genéticas, a língua, a religião ou a crença, as convicções políticas ou de qualquer outra natureza, a pertença a uma minoria nacional, o património, o nascimento, a deficiência, a idade ou a orientação sexual.

As pessoas interessadas em integrar esta base de dados podem apresentar o seu CV e preencher o formulário de candidatura através da plataforma APPLY4EP, começando pela criação de uma conta. Para este fim, devem ler atentamente a presente comunicação, clicar no separador «Candidatura em linha» e seguir as instruções. A criação de uma conta em APPLY4EP é feita uma só vez. Os dados pessoais registados na conta serão tratados em plena conformidade com o Regulamento (UE) 2018/1725 do Parlamento Europeu e do Conselho e permanecerão modificáveis, de modo a poderem ser atualizados.

Natureza das funções

A DG INLO contribui para a boa gestão das infraestruturas (edifícios e respetivo equipamento) e da logística (restauração, correio, mudanças, mobiliário, transportes, etc.) nos e entre os diferentes locais de trabalho do Parlamento Europeu.

As mulheres e os homens que trabalham na DG INLO apoiam diretamente a atividade política do Parlamento Europeu.

A Direção de Gestão Integrada das Infraestruturas procura técnicos no domínio dos edifícios para duas unidades em Bruxelas nas seguintes áreas:

Na Unidade de Gestão Integrada das Infraestruturas em Bruxelas:

a) AVAC
b) Eletricidade
c) Toscos / Acabamentos
d) Gestão da Manutenção Assistida por Computador (GMAC)
e) Higiene, espaços verdes e chaves
f) Qualidade de serviço e satisfação dos clientes

Na Unidade dos Trabalhos de Manutenção em Bruxelas:

g) Trabalhos mecânicos, elétricos e de canalização
h) Trabalhos de acabamento
i) Desenhador
j) Sinalética

Tarefas a executar:

a) AVAC:

Juntamente com o responsável pela gestão dos equipamentos AVAC, sanitários e GTC da Unidade:
1) Assegurar o acompanhamento técnico e administrativo da manutenção destes equipamentos no âmbito dos contratos de exploração e manutenção das instalações técnicas
2) Preparar, corredigir, organizar, analisar e acompanhar os dossiês técnicos, administrativos e financeiros (cadernos de encargos, concursos e pedidos de preços com análise das propostas, relatórios técnicos)
3) Cocoordenar, analisar e acompanhar o controlo de qualidade do trabalho dos contratantes externos (empresas de manutenção, empresas de consultoria), incluindo os pedidos de intervenção
4) Assegurar a coordenação das intervenções dos vários contratantes externos com os outros serviços técnicos do Parlamento

b) Eletricidade:

Juntamente com o responsável pela gestão dos equipamentos elétricos da Unidade:
1) Assegurar o acompanhamento técnico e administrativo da manutenção destes equipamentos no âmbito dos contratos de exploração e manutenção das instalações técnicas
2) Preparar, corredigir, organizar, analisar e acompanhar os dossiês técnicos, administrativos e financeiros (cadernos de encargos, concursos e pedidos de preços com análise das propostas, relatórios técnicos)
3) Cocoordenar, analisar e acompanhar o controlo de qualidade do trabalho dos contratantes externos (empresas de manutenção, empresas de consultoria), incluindo os pedidos de intervenção
4) Assegurar a coordenação das intervenções dos vários contratantes externos com os outros serviços técnicos do Parlamento

c) Toscos / Acabamentos:

Com os respetivos responsáveis da Unidade:
1) Coassegurar a gestão operacional do contrato das inspeções de toscos e acabamentos
2) Coassegurar a gestão operacional do contrato relativo à coordenação no domínio da segurança e saúde e auditorias
3) Coassegurar a gestão operacional do contrato relativo à conservação e manutenção de acabamentos e toscos
4) Preparar, corredigir, organizar, analisar e acompanhar os dossiês técnicos, administrativos e financeiros (cadernos de encargos, concursos e pedidos de preços com análise das propostas, relatórios técnicos)
5) Cocoordenar, analisar e acompanhar o controlo de qualidade do trabalho dos contratantes externos (empresas de manutenção, empresas de consultoria), incluindo os pedidos de intervenção
6) Assegurar a coordenação das intervenções dos vários contratantes externos com os outros serviços técnicos do Parlamento

d) Gestão da Manutenção Assistida por Computador (GMAC)

1) Assegurar a gestão operacional da GMAC com os respetivos relatórios (nomeadamente, indicadores-chave de desempenho) e a programação da manutenção preventiva na equipa «Operation and Technical Maintenance» da Unidade de Gestão Integrada das Infraestruturas em Bruxelas
2) Iniciar, preparar, organizar e acompanhar os projetos de introdução de melhorias a nível da GMAC, os relatórios automatizados com os indicadores-chave de desempenho/indicadores de produtividade e de satisfação dos clientes e a exploração das instalações

e) Higiene, espaços verdes e chaves:

1) Coassegurar a gestão operacional dos contratos de limpeza, de recolha dos resíduos e dos espaços verdes
2) Coordenar o controlo da qualidade dos serviços e a verificação das intervenções
3) Participar no acompanhamento administrativo, orçamental e financeiro destes contratos
4) Assegurar a coordenação com os outros serviços técnicos do PE

f) Qualidade de serviço e satisfação dos clientes:

1) Controlar a realização e a qualidade dos serviços dos contratantes, principalmente nos domínios de acabamentos e toscos
2) Tratar e gerir os pedidos dos ocupantes dos edifícios em estreita colaboração com os contratantes
3) Verificar e analisar o nível de satisfação dos clientes
4) Assegurar a coordenação das intervenções dos vários contratantes externos com os outros serviços técnicos do Parlamento

g) Trabalhos mecânicos, elétricos e de canalização:

Na equipa «Técnicas Especiais» da Unidade:
1) Assegurar o acompanhamento técnico e administrativo dos trabalhos AVAC, de eletricidade e de instalações sanitárias
2) Preparar, corredigir, organizar, analisar e acompanhar os dossiês técnicos, administrativos e financeiros (cadernos de encargos, concursos e pedidos de preços com análise das propostas, relatórios técnicos)
3) Coordenar, analisar e acompanhar o controlo de qualidade do trabalho dos contratantes externos (empreiteiro, empresas de consultoria)
4) Assegurar a coordenação das intervenções dos vários contratantes externos com os outros serviços técnicos do Parlamento

h) Trabalhos de acabamento:

Juntamente com os gestores da área de acabamento da Unidade:
1) Assegurar o acompanhamento técnico e administrativo dos trabalhos de acabamento (divisórias interiores, revestimento de paredes e pavimentos, arranjos específicos, carpintaria feita à medida, tetos falsos, pavimentos falsos, etc.)
2) Preparar, redigir, organizar, analisar e acompanhar os dossiês técnicos, administrativos e financeiros (cadernos de encargos, concursos e pedidos de preços com análise das propostas, relatórios técnicos)
3) Coordenar, analisar e acompanhar o controlo de qualidade do trabalho dos contratantes externos (empreiteiro, empresas de consultoria)
4) Assegurar a coordenação das intervenções dos vários contratantes externos com os outros serviços técnicos do Parlamento

i) Desenhador:

1) Atualização das plantas Autocad dos edifícios após os trabalhos (arquitetura ou técnicas especiais), verificação das modificações feitas pelos contratantes externos. Medições no local
2) Controlo e arquivo (papel e base de dados eletrónica) dos dossiês «as built» (plantas, fichas técnicas) recebidos dos contratantes externos
3) Desenho de projetos de arquitetura ou técnicas especiais
4) Apoio aos diferentes serviços do Parlamento na pesquisa documental em papel ou suporte eletrónico (plantas, dados técnicos, etc.)

j) Sinalética:

Juntamente com o gestor da área de sinalética da Unidade:
1) Desenvolver soluções e conceitos de sinalética, utilizando o software adequado (Autocad, Photoshop, Illustrator, etc.)
2) Assegurar a coordenação e o acompanhamento técnico e administrativo dos projetos de sinalética
3) Preparar e redigir as especificações técnicas para os pedidos de propostas pontuais ou os concursos, analisar as propostas e as soluções técnicas dos contratantes
4) Acompanhar no terreno as intervenções na sinalética, acompanhamento da programação, controlo da qualidade dos serviços e coordenação com os outros serviços envolvidos.

Condições de admissão

a. Condições gerais

 - Ser nacional de um dos Estados-Membros da União Europeia.
 - Estar em situação regular relativamente às obrigações impostas pelas leis do país em matéria militar.
 - Oferecer as garantias de moralidade requeridas para o exercício das funções em causa.

b. Condições específicas

i. Qualificações, diplomas e conhecimentos exigidos

- Habilitações do nível do ensino superior comprovadas por um diploma, ou
- Habilitações do nível do ensino secundário comprovadas por um diploma que dê acesso ao ensino superior e uma experiência profissional apropriada de, no mínimo, três anos, ou
- Caso o interesse do serviço o justifique, uma formação profissional ou uma experiência profissional de nível equivalente.

Só serão aceites as qualificações emitidas ou reconhecidas como equivalentes pelas autoridades dos Estados-Membros da UE (por exemplo, o Ministério da Educação). Além disso, antes de qualquer eventual recrutamento, os candidatos inscritos na base de dados serão convidados a fornecer os documentos que corroborem as informações constantes do formulário de candidatura (diplomas, certificados e outros documentos comprovativos).

ii. Conhecimentos linguísticos

Os candidatos devem possuir um conhecimento profundo (no mínimo, nível C1 ) de uma língua oficial da União Europeia (língua 1): alemão, búlgaro, checo, croata, dinamarquês, eslovaco, esloveno, espanhol, estónio, finlandês, francês, grego, húngaro, inglês, irlandês, italiano, letão, lituano, maltês, neerlandês, polaco, português, romeno ou sueco,

e

muito bom conhecimento (no mínimo, nível B2 (1)) da língua inglesa ou francesa (língua 2).

A língua 2 deve ser diferente da língua 1.

Informa-se os candidatos de que as línguas 2 (inglês e francês) escolhidas para constituição da presente base de dados foram definidas de acordo com os interesses de serviço da Direção-Geral das Infraestruturas e da Logística. As pessoas devem ser capazes de compreender as tarefas a desempenhar, de tratar dos dossiês e de comunicar eficazmente com os interlocutores externos, a hierarquia e os colegas.
O francês é a língua mais frequentemente utilizada na comunicação dentro e entre as unidades da direção-geral. É também a língua de comunicação habitual com os interlocutores externos. A língua inglesa é a língua mais frequentemente utilizada na comunicação com as outras direções da Direção-Geral das Infraestruturas e da Logística, com as demais direções-gerais e com as autoridades políticas e administrativas da instituição, nomeadamente na redação de documentos.
Além disso, as instruções e regras aplicáveis são redigidas em inglês e em francês e devem poder estar disponíveis e ser comunicadas ao público em ambas as línguas.
Por conseguinte, para assumir as suas funções e assegurar o bom funcionamento dos serviços, as pessoas recrutadas devem ser capazes de, num prazo razoável, trabalhar e comunicar eficazmente em, pelo menos, um destes dois idiomas.
Além disso, por razões de igualdade de tratamento, todos os candidatos, incluindo aqueles cuja primeira língua oficial seja uma destas duas, devem possuir um conhecimento satisfatório de uma segunda língua, que deve ser a outra das duas línguas referidas.

Base de dados

Se
– preenche as condições gerais de admissão,
– preencheu o formulário de candidatura através da plataforma APPLY4EP e indicou corretamente os códigos (ver abaixo «Apresentação das candidaturas») em conformidade com o procedimento e dentro do prazo estabelecidos,

o seu nome será incluído na base de dados.

A inscrição baseia-se exclusivamente nas informações constantes do formulário de candidatura e nos documentos que tiver incluído. Estas informações e documentos serão verificados a posteriori aquando de um eventual recrutamento.

Apresentação das candidaturas

Os interessados devem preencher o formulário de candidatura através da plataforma em linha APPLY4EP. A sua candidatura deve ser obrigatoriamente apresentada através desta plataforma.

Depois de ter criado a sua conta, deve carregar o seu curriculum vitae pormenorizado.

Deve utilizar o formato Europass, que pode encontrar na seguinte ligação:

https://europa.eu/europass/pt

Seguidamente, deve preencher o formulário de candidatura.
Nos campos:

Experiência profissional e/ou Diplomas: Deve introduzir os códigos especiais indicados no guia em anexo, seguidos de uma descrição detalhada das funções exercidas/do diploma. É possível uma escolha múltipla.

Exemplos (ver também exemplos no guia em anexo):
TArch – Arquiteto principal responsável por...
TElec – Diploma de engenharia, especialização em eletricidade
TElec + THvac – Técnico responsável por....

Estas informações devem ser atestadas por documentos comprovativos.

A data-limite para a apresentação das candidaturas é 15 de setembro de 2020. As candidaturas recebidas após esta data não serão admissíveis.

A inscrição na base de dados não constitui uma garantia de recrutamento. Caso surja uma possibilidade de contrato, os serviços recrutadores consultarão a base de dados e convocarão os candidatos cujo perfil melhor corresponda às exigências do lugar suscetível de ser provido. Se se verificar que as informações prestadas são inexatas, a candidatura da pessoa será excluída e o seu nome será retirado da base de dados.

O Parlamento Europeu aplica escrupulosamente uma política de igualdade de oportunidades nos seus procedimentos de seleção, a fim de garantir a igualdade de tratamento de todos os candidatos.

As condições de trabalho nas instituições europeias são definidas pelo Regime Aplicável aos Outros Agentes da União Europeia (RAA). Para conhecer o regime de trabalho na sua globalidade consulte o seguinte endereço:

https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:01962R0031-20140501&from=PT (título IV, p. 209 «Agentes contratuais»)

A remuneração mensal de base em 1 de julho de 2019 varia entre 2758,47 e 4520,54 EUR (grupo de funções III), dependendo da formação e da experiência profissional específica do candidato.

(1) Ver Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR) ) - https://europa.eu/europass/pt/common-european-framework-reference